Pular para o conteúdo
Início » Porque Diabetes Causa Candidíase?

Porque Diabetes Causa Candidíase?

Porque quem tem diabetes têm candidíase?

O diabetes é uma doença crônica que afeta a capacidade do corpo de processar a glicose (açúcar) , levando a altos níveis de glicose. Pesquisadores descobriram uma ligação entre os altos níveis de glicose do diabetes e as infecções fúngicas vaginais ou candidíase.

Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Porque quem tem diabetes têm candidíase?

A candidíase é muito comum. Já que é o crescimento excessivo de levedura (um tipo de fungo) no corpo. Causa sintomas como corrimento vaginal grosso, coceira e irritação.

Embora a levedura normalmente viva no corpo sem causar problemas, ela pode crescer demais e causar uma infecção. Principalmente quando o sistema imunológico está enfraquecido ou quando há uma mudança no ambiente vaginal. Como o fungo se alimenta de glicose, pessoas com diabetes têm níveis altos de glicose no sangue, então podem estar mais propensas a ter candidíase.

Glicose alta

Pessoas com diabetes tipo 2 podem ser ainda mais suscetíveis a candidíase, talvez provavelmente porque têm mais açúcar no corpo, interrompendo assim o equilíbrio de bactérias boas e leveduras da vagina.

Quando a glicose está alta, então o corpo começa a se livrar do excesso por meio dos fluidos corporais. Incluindo as secreções vaginais. O fungo da candidíase se alimenta da glicose, então esse ambiente vaginal facilita a multiplicação do fungo. O crescimento excessivo causa a candidíase.

Além disso, a glicose alta também interfere nas funções do sistema imunológico (sistema de defesa do corpo). Ele que combate as infecções fúngicas. Isso significa que o diabetes descontrolado pode dificultar a prevenção e a cura da candidíase.

Remédios para diabetes

Certos medicamentos para diabetes também podem contribuir para um ambiente favorável para a candidíase.

Uma classe de medicamentos para diabetes conhecidos como inibidores do cotransportador de sódio-glicose 2 (SGLT-2) são usados ​​para ajudar a baixar a glicose no sangue. Esses medicamentos funcionam forçando o corpo a se livrar do excesso de glicose pela urina. Isso significa que a glicose passa pelo trato urinário com mais frequência. Dessa forma, alimenta os fungos.

Tratamento da candidíase no diabetes

Existem algumas opções para tratar a candidíase no diabetes baseado nos sintomas e na gravidade do caso. Estes incluem:

  • Fluconazol. Um medicamento antifúngico
  • Creme antifúngico. clotrimazol, miconazol, tioconazol ou butoconazol

Diferentes tipos de tratamento tem tempo de uso diferentes, mas a maioria dos medicamentos é usada por um a sete dias. Seu médico pode recomendar o uso de medicamentos a longo prazo ou medicamentos orais, se os sintomas forem graves ou se você tiver candidíase com frequência. Pessoas com diabetes tem mais chances de ter candidíase recorrente.

Conclusão:

A candidíase é uma infecção vaginal, causada por fungos. Ocorre quando há um crescimento excessivo desses fungos no corpo. Como o o fungo se alimenta de glicose, então pessoas com diabetes tipo 2 não controlado tem mais chance de ter candidíase.

Os sintomas da candidíase incluem: coceira, ardência e um corrimento branco e espesso da vagina. O tratamento pode ser feito com medicamento antifúngico oral bem como com creme antifúngico. Por isso manter o diabetes controlado previne a frequência e a gravidade da candidíase.

LEIA TAMBÉM:

Referências:

  1. Centers for Disease Control and Prevention. Diabetes and women.
  2. Planned Parenthood. What is a yeast infection?
  3. Martin Lopez JE. Candidiasis (vulvovaginal)BMJ Clin Evid. 2015;16;2015:0815.
  4. Atabek ME, Akyürek N, Eklioglu BS. Frequency of vagınal candida colonization and relationship between metabolic parameters in children with type 1 diabetes mellitusJ Pediatr Adolesc Gynecol.2013;26(5):257-260. doi:10.1016/j.jpag.2013.03.016
  5. Cleveland Clinic. Yeast infections.
  6. Atabek ME, Akyürek N, Eklioglu BS. Frequency of vagınal candida colonization and relationship between metabolic parameters in children with type 1 diabetes mellitusJ Pediatr Adolesc Gynecol. 2013;26(5):257-60. doi:10.1016/j.jpag.2013.03.016
  7. Gunther LS, Martins HP, Gimenes F, Abreu AL, Consolaro ME, Svidzinski TI. Prevalence of Candida albicans and non-albicans isolates from vaginal secretions: comparative evaluation of colonization, vaginal candidiasis and recurrent vaginal candidiasis in diabetic and non-diabetic womenSao Paulo Med J. 2014;132(2):116-20. doi:10.1590/1516-3180.2014.1322640
  8. Mohammed L, Jha G, Malasevskaia I, Goud HK, Hassan AM. The interplay between sugar and yeast infections: Do diabetics have a greater predisposition to develop oral and vulvovaginal candidiasis? Cureus 2021;13(2):e13407. doi:10.7759/cureus.13407
  9. American Diabetes Association. Oral medication: what are my options?

Deixe uma resposta

Coloque o código a seguir na página AMP (por exemplo, no footer/rodapé):
%d blogueiros gostam disto: