Diabetes gestacional pode aumentar o risco de diabetes tipo 1 e 2

Diabetes gestacional pode aumentar o risco de diabetes tipo 1 e 2

Gostou do artigo? Compartilhe!

Mulheres com diabetes gestacional tem maior risco de ter diabetes tipo 1 e tipo 2

Um estudo de 23 anos apresentado no 23º Congresso Europeu de Endocrinologia (e-ECE 2021), na segunda-feira, 24 de maio de 2021 às 14h40 CET, descobriu que as mulheres que sofrem de diabetes gestacional. quando estão grávidas são mais propensas a desenvolver diabetes tipo 1 e 2 mais tarde na vida. 

O estudo de longo prazo sugere que o teste de auto anticorpos deve ser considerado para mulheres que sofrem de DMG, a fim de se ter uma melhor compreensão de seu prognóstico.

O diabetes é uma doença crônica que ocorre quando o pâncreas não produz insulina suficiente ou quando o corpo não consegue usar de forma eficaz a insulina que produz. Globalmente, o número de pessoas com diabetes aumentou de 108 milhões em 1980 para 422 milhões em 2014.

O que é diabetes gestacional?

O diabetes gestacional é uma forma de diabetes que as mulheres podem ter durante a gravidez e geralmente desaparece após o parto. 

No entanto, 50% das mulheres que sofrem de diabetes gestacional desenvolvem diabetes tipo 2 mais tarde (resultados publicados do mesmo estudo) e 5,7% desenvolvem diabetes tipo 1 (embora muitas vezes seja considerada ‘diabetes juvenil’).

Devido ao número de problemas de saúde significativos que o diabetes pode causar, este estudo é importante, pois permite que profissionais de saúde e mulheres em risco de desenvolver diabetes estejam cientes de sua condição potencial e adaptem seu estilo de vida de acordo.

O estudo

O Dr. Kaisu Luiro, do Hospital Universitário de Helsinque, avaliou 391 mulheres que deram à luz entre 1984 e 1994 e tiveram diabetes gestacional durante a gravidez. 

Um questionário de acompanhamento avaliando o início posterior de diabetes tipo 1 e 2 foi enviado em 2012-2013. O tempo médio de acompanhamento foi de 23 anos, tornando este estudo o maior acompanhamento até o momento em relação aos estudos da diabetes gestacional.

O estudo descobriu que a descarboxilase do ácido glutâmico e os auto anticorpos das células das ilhotas presentes durante a gravidez podem prever com segurança o desenvolvimento de diabetes tipo 1 mais tarde na vida.

Os resultados foram os seguintes:

* A positividade de um único auto anticorpo foi detectada em 12% da coorte de mulheres que tiveram diabetes gestacional e em 2,3% da coorte de controle.

* Na coorte de mulheres que experimentaram diabetes gestacional, 2,6% testaram positivo para dois auto anticorpos e 2,3% para três auto anticorpos, enquanto apenas um sujeito na coorte de controle teve dois autoanticorpos detectados.

A forte relação entre mulheres que têm diabetes gestacional e mulheres que sofrem de diabetes tipo 1 e 2 mais tarde na vida sugere que as mulheres agora devem receber testes mais extensos durante a gravidez, a fim de determinar seu nível de risco. Também esperamos que os profissionais de saúde iniciem conversas com seus pacientes sobre a relação entre GDM e diabetes mais tarde na vida. No futuro, existem desenvolvimentos em andamento para modelos de predição mais precisos que esperam dar uma sugestão mais específica sobre quem deve ser testado durante a gravidez “.

Dr. Kaisu Luiro do Hospital Universitário de Helsinque

Como o diabetes é um problema de saúde cada vez mais prevalente, este estudo é particularmente importante, pois destaca mulheres com risco potencial de desenvolver diabetes tipo 1 ou 2. 

Esperamos que este e métodos de previsão mais específicos no futuro forneçam uma oportunidade para os profissionais de saúde informarem e educarem sobre o aumento do risco de desenvolver diabetes mais tarde na vida, e as mulheres com diabetes gestacional devem ter um estilo de vida saudável e equilibrado a fim de prevenir ou atrasar o início da diabetes.

Fonte:

Gostou do artigo? Compartilhe!

1 comentário em “Diabetes gestacional pode aumentar o risco de diabetes tipo 1 e 2”

  1. Pingback: Hipoglicemia e Hiperglicemia – Causas, Sintomas e Tratamentos | Fala Sério Diabetes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *