Pular para o conteúdo
Início » Cura do Diabetes: Avanço no Implante de células tronco

Cura do Diabetes: Avanço no Implante de células tronco

cientista cura diabetes

Uma das empresas que trás esperança na cura do diabetes está a frente nas pesquisas, a ViaCyte , com sede em San Diego, avança em direção a uma “cura funcional do diabetes”.

A ViaCyte está trabalhando em um método de “reprogramação” de células-tronco. Elas crescem em novas células produtoras de insulina. Implantadas no pâncreas do paciente, dentro um pequeno dispositivo. Isso faz com que o órgão faça o trabalho de um pâncreas saudável, regulando os níveis de glicose com a produção de insulina. O que então evita, principalmente a aplicação da insulina.

Tempo estimado de leitura: 4 minutos

A ViaCyte se destacou recentemente. Depois que pesquisas clínicas iniciais mostraram resultados positivos sobre a segurança e eficácia do dispositivo implantado.

“Os dados representam um avanço científico significativo”, disse o Dr. James Shapiro , principal autor do estudo e diretor do Programa da Universidade de Alberta, Canadá. “É a primeira evidência relatada de que células-tronco diferenciadas implantadas em pacientes podem gerar secreção de insulina regulada por refeição. Isso então trás uma esperança verdadeira da cura do diabetes”.

Dr. Shapiro está animado. Pois é um dos principais especialistas do mundo em encapsulamento de células de ilhotas. Foi pioneiro no marco do Protocolo de Edmonton no final dos anos 90. Assim, sua esperança nas primeiras pesquisas da ViaCyte é animadora, para dizer o mínimo.

Estudos avançados na cura do diabetes

Implante de células tronco no pâncreas para cura do diabetes

A ideia é simples: Regenerar as células das ilhotas do pâncreas. Um pequeno dispositivo implantado no corpo, cultiva mais células e libera a insulina conforme necessário para controlar a glicose.

Essa ideia da medicina regenerativa teve altos e baixos ao longo dos anos. A ViaCyte vem avançando lentamente, mas de forma segura. Eles receberam o aval da Food and Drug Administration (FDA) em 2014 para iniciar os testes clínicos do dispositivo de encapsulamento estilo Band Aid. Nos últimos anos, seus estudos clínicos mostraram uma promessa interessante na possível cura do diabetes .

Agora, a tecnologia PEC-Direct da ViaCyte é o principal foco no desenvolvimento da cura do diabetes.

A tecnologia tem cerca de metade do tamanho de um cartão de crédito. Carregada com milhões de células pancreáticas de células-tronco. Essas células podem se desenvolver em células beta, que produzem insulina e baixam a glicose. Além de células alfa, que produzem glucagon, um hormônio que aumenta a glicose.

Mas isso exige o uso de drogas imunossupressoras. Então estaria limitado apenas a 10% dos diabéticos tipo 1. Já que correm maior risco de hiperglicemia e hipoglicemia extrema e outras complicações do diabetes mais graves.

PEC-Encap reduz a necessidade de drogas imunossupressoras

O produto de segunda geração chamado “ PEC-Encap ” ,em teoria, permite que o ViaCyte “diminua a resposta ao corpo estranho”. Isso então significa menos dependência de medicamentos imunossupressores. Dessa forma, mais indicado para os dois tipos de diabetes que usam insulina.

LEIA TAMBÉM:

Esperança de cura funcional do diabetes

Observe que a ViaCyte não é a única empresa que desenvolve esse tipo de tecnologia de encapsulamento. Também não é a única que trabalha na pesquisa de células-tronco na cura do diabetes. A Vertex , com sede em Massachusetts , também foi notícia em 2021 por seu sucesso, com seu primeiro paciente ‘funcionalmente curado do diabetes’.

De certa forma, os estudos da ViaCyte expande a noção de se estamos falando da “cura do diabetes”. A cura do diabetes é sempre assunto controverso na comunidade médica. Principalmente se ela previne o diabetes tipo 1 ou se cura o diabetes.

A abordagem da ViaCyte é dita como uma “cura funcional do diabetes”. Isso porque apenas substitui as células produtoras de insulina no pâncreas do diabético tipo 1, mas não trata as causas autoimunes da doença.

Mas trabalhando juntos, as duas empresas podem fazer as duas coisas, para buscar uma verdadeira “cura biológica para o diabetes”.

Deixe uma resposta

Coloque o código a seguir na página AMP (por exemplo, no footer/rodapé):
%d blogueiros gostam disto: