Pessoas com diabetes correm um risco maior de desenvolver doenças renais. Na verdade, 1 em 3 adultos com diabetes tem doença renal

Como o diabetes aumenta o risco de doença renal?

Gostou do artigo? Compartilhe!

A doença renal diabética pode ocorrer tanto no diabetes tipo 1 quanto no tipo 2. No entanto, é mais comum no diabetes tipo 2. Cerca de metade das pessoas com diabetes tipo 2 desenvolvem doença renal diabética, em comparação com cerca de um terço de pessoas com diabetes tipo 1 .

Seus rins filtram resíduos e fluidos extras de seu corpo usando minúsculos vasos sanguíneos chamados capilares. Níveis elevados de glicose no sangue – o que acontece com a diabetes – podem danificar os vasos sanguíneos do corpo, incluindo os minúsculos vasos sanguíneos dos rins.

Quando os vasos sanguíneos dos rins são danificados, eles não filtram os resíduos e os fluidos extras de maneira eficaz. Uma proteína do sangue chamada albumina pode ser detectada na urina. Junto com a taxa de filtração glomerular baixa, a albumina na urina pode ser um sinal de doença renal.

Além disso, muitas pessoas com diabetes também desenvolvem pressão alta . Por si só, a hipertensão também é um fator de risco para doença renal, pois também pode causar danos aos rins.

Quais são os fatores de risco para doença renal diabética?

Além da pressão alta, outros fatores que podem aumentar o risco de doença renal diabética se você tiver diabetes incluem:

  • Não seguir seu plano de tratamento para diabetes
  • Ser idoso
  • Ter diabetes há muito tempo
  • Fumar
  • Estar acima do peso ou ter obesidade
  • Não praticar atividade física
  • Ter doença cardíaca
  • Ter um histórico familiar de doença renal

Embora ainda não esteja claro exatamente por que, certas raças e grupos étnicos também correm um risco maior de doença renal. Isso inclui indivíduos que são:

  • Negros
  • Hispânicos
  • Asiáticos
  • Índio americano ou ilhéu do Pacífico

Se você tem diabetes, o que pode fazer para prevenir a doença renal?

Se você tem diabetes, existem várias etapas que você pode seguir para ajudar a diminuir o risco de doença renal diabética. Vejamos cada um desses fatores.

  • Siga seu plano de tratamento. Para reduzir o risco de complicações do diabetes, como a doença renal diabética, é de vital importância seguir o plano de tratamento do diabetes desenvolvido pelo seu médico. Isso inclui:
    • Monitorar a glicose no sangue
    • Tomar todos os medicamentos para diabetes exatamente como indicado
    • Seguir a dieta prescrita por se nutricionista
    • Ir ao médico a cada 3 a 6 meses para fazer o teste de A1C ( hemoglobina glicada )
    • Marcar uma consulta com seu médico se você tiver glicose no sangue sempre alta
  • Trate a hipertensão. Como a pressão alta aumenta o risco de doença renal, é importante monitorá-la. Se você tem pressão alta, seu médico pode prescrever medicamentos para ajudar a controlá-la.
  • Colesterol alto. Ter colesterol alto pode contribuir para doenças cardíacas e causar mais danos aos vasos sanguíneos. Se você tem colesterol alto, pode ser controlado com medicamentos chamados estatinas .
  • Pare de fumar. Fumar também aumenta o risco de doença renal. Se você fuma, converse com seu médico sobre o desenvolvimento de um plano para parar de fumar .
  • Controle o peso. Se você está acima do peso ou tem obesidade, pergunte ao seu médico sobre as maneiras saudáveis ​​de perder peso .
  • Faça exercícios regularmente. O exercício regular é bom para a saúde física e mental. Também pode ajudar a reduzir a pressão arterial e auxiliar no controle de peso.
  • Beba álcool com moderação ou não beba nada. Beber muito álcool pode ser difícil para o fígado e os rins. Também pode aumentar sua pressão arterial. Se você bebe álcool, beba com moderação .
  • Evite certos medicamentos. Alguns medicamentos, como anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs), como ibuprofeno e naproxeno, podem causar danos aos rins. Pergunte ao seu médico sobre os medicamentos a evitar e quais são seguros para você tomar.
TRIAGEM PARA DOENÇA RENAL

Se você tem diabetes, seu médico fará um rastreio anual de doença renal medindo a TFG* e os níveis de albumina na urina . Essa triagem anual pode ajudar a detectar precocemente a doença renal e prevenir a ocorrência de danos.

  • TFG – A taxa de filtração glomerular é um teste importante no diagnóstico e monitoramento da doença renal.
 

Conclusão

Pessoas com diabetes têm maior risco de desenvolver doenças renais. Isso ocorre porque os níveis elevados de glicose no sangue podem danificar os vasos sanguíneos dos rins. Isso pode afetar a capacidade dos rins de filtrar o sangue.

Uma das maneiras de medir a função renal é com um teste de TFG. Ter uma TFG abaixo do normal pode indicar doença renal ou mesmo insuficiência renal.

Se você tem diabetes, seu médico irá verificar sua função renal anualmente, testando e medindo sua TFG e os níveis de albumina na urina. Para reduzir o risco de doença renal, é importante seguir seu plano de tratamento e controlar sua pressão arterial.

Fontes:

Sua assinatura não pôde ser validada.
Você fez sua assinatura com sucesso.

BAIXE GRÁTIS

Preencha o Formulário Abaixo para Receber seu e-book

O campo SMS deve conter entre 6 e 19 dígitos e incluir o código do país sem usar +/0 (por exemplo: 1xxxxxxxxxx para os Estados Unidos)
?

Clique no botão abaixo para receber seu e-book. Um e-mail de confirmação será enviado para você. Verifique sua caixa de entrada, caso não receba, veja sua caixa de SPAM e marque nosso contato como seguro.

Ou baixe via WhatsApp

Gostou do artigo? Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *