Pular para o conteúdo
Início » Cetonas e Diabetes: Tudo que você precisa saber

Cetonas e Diabetes: Tudo que você precisa saber

Cetonas e diabetes

Além de todas as complicações do diabetes, o controle das cetonas no diabetes também é fundamental para ter uma vida saudável e bom controle da doença. Há muitas dúvidas sobre o que causa o excesso de cetonas na urina e no sangue do diabético. Por isso vamos mostrar nesse artigo o que são cetonas, como são produzidas, os problemas que podem causar e como evitar mais esse problema.

Tempo estimado de leitura: 8 minutos

O que são cetonas?

A principal fonte de energia do corpo certamente é a glicose . Mas precisa de insulina para entrar nas células. No diabetes os níveis de insulina estão baixos. Dessa forma as células do seu corpo não usam glicose como energia. Se isso acontecer, seu corpo pode começar a “quebrar” as gorduras para ter energia.

Quando isso acontece, produz cetonas, também conhecidas como corpos cetônicos. Se você tiver altos níveis de cetona, corre o risco de ter cetoacidose diabética (CAD). Que surpreendentemente, pode ser fatal!

O que causa cetonas alta no diabetes

A quebra da gordura para ser usada como combustível e a criação de cetonas é contudo, um processo normal.

Mas na pessoa sem diabetes, a insulina, glucagon e outros hormônios impedem que os níveis de cetona no sangue fiquem muito altos. Isso por que há glicose disponível para ser usada.

No entanto, as pessoas com diabetes correm o risco de ter acúmulo de cetona no sangue.

Quando o corpo começa a quebrar os ácidos graxos em cetonas, ele entra em um estado metabólico conhecido como cetose.

Se não for tratada, os diabéticos tipo 1 correm o risco de ter cetoacidose. Embora raro, é possível que diabéticos tipo 2 também tenham. Mas apenas em certas circunstâncias.

Quais são os sintomas de cetoacidose diabética?

Se você tem diabetes, precisa saber dos sintomas dos níveis altos de cetona.

  • Boca seca
  • Nível de glicose acima a 240 mg/dL
  • Sede forte
  • Micção frequente

Se você não receber tratamento, os sintomas podem piorar:

  • Confusão mental
  • Fadiga extrema
  • Pele corada
  • Hálito frutado
  • Náusea
  • Vômito
  • Dor de estômago
  • Problemas respiratórios

Você deve sempre procurar atendimento médico imediato se seus níveis de cetona estiverem altos.

Exame de nível de cetona

Cetonas e diabetes
Exame de Cetonas

Testar cetona no sangue ou urina é bastante simples e barato. Kits caseiros estão a venda para os dois tipos de testes. Embora os testes de urina sejam mais comuns. Os testes de cetona na urina estão disponíveis na maioria das farmácias, ou você pode comprar online.

Encontre medidores de cetona na AMAZON

Algumas empresas também fabricam bafômetros que testam acetona. Um dos subprodutos da cetona da degradação dos ácidos graxos. 

Para fazer teste de urina, você urina em um recipiente limpo e mergulha a tira de teste na urina. Entretanto, uma criança que não usa o penico, os pais podem pressionar o palito na fralda molhada.

As tiras de teste de urina contêm produtos químicos que mudam de cor quando então reagem com as cetonas. Como resultado, você compara a cor da tira de teste com a tabela de cores na embalagem. A saber: a excreção de cetonas na urina é chamada de cetonúria .

O medidor caseiro para testar cetonas no sangue, igualmente está a venda. Realizado do mesmo modo do teste de glicose, no dedo. Você então espeta o dedo com uma agulha. Em seguida coloca uma pequena gota de sangue na área de teste que informa o resultado.

Quando fazer o exame de cetonas?

Pessoas com diabetes devem testar sua urina ou sangue para cetonas sobretudo quando tiver:

  • Glicose acima de 240 mg/dL.
  • Sintomas de cetoacidose diabética.
  • Se sente doente ou enjoado, independente do seu nível de glicose.

Seu médico também pode recomendar testes regulares de cetona, ainda que você não sinta nada.

Níveis altos de cetona podem ser notados ​​a qualquer hora do dia. Mas para ter resultados mais precisos a pesquisa mostrou que testar no início da manhã ou algumas horas após o jantar é melhor.

Cetonas no sangue valores normais

Embora os resultados dos testes possam variar, os valores normais dos testes de cetona no sangue são:

Normal/negativoMenos de 0,6 mil moles por litro (mmol/L)
Baixo a moderado0,6 a 1,5 mmol/L
Alto1,6 a 3,0 mmol/L
Muito altomaior que 3,0 mmol/L

Ligue para o seu médico se o resultado do seu teste de cetonas forem baixas a moderadas. Entretanto, procure uma emergência se o resultado for alto ou muito alto.

O que acontece se o nível de cetona ficar alto?

Níveis altos de cetonas podem tornar o sangue do diabético ácido. O sangue ácido pode eventualmente causar cetoacidose. Os efeitos mais graves incluem:

  • Inchaço do cérebro
  • Perda de consciência
  • Coma diabético
  • Morte

Todavia pessoas com diabetes tem níveis de cetona acima do normal. Por isso é importante ter um plano de ação no caso dos níveis de cetona ficarem muito altos.

Tratamento para altos níveis de cetonas no diabetes

É provável que o tratamento imediato dos altos níveis de cetona no diabetes, evite a hospitalização por cetoacidose.

Entretanto se você não puder tratar em casa, ou se seus níveis continuarem aumentando, precisará receber tratamento médico. Os tratamentos podem incluir:

Aplicação de soro intravenosos (IV)

Um sintoma da cetoacidose é eventualmente o aumento da micção. Isso então pode causar a perda de líquidos. A reidratação com soro IV, decerto dilui a glicose alta.

Reposição de eletrólitos

Quando uma pessoa tem cetoacidose, igualmente os níveis de eletrólitos costumam ser baixos. Exemplos de eletrólitos incluem potássio , sódio bem como cloreto. Se perder muito desses eletrólitos, então seu coração e músculos, podem não funcionar tão bem.

Insulina

Em uma situação de emergência, a aplicação de insulina por via intravenosa melhora assim a capacidade do corpo de processar o excesso de glicose. Portanto, nesse caso os níveis de glicose são testados de hora em hora.

Quando seus níveis de cetonas e ácido no sangue começam a voltar ao normal, a insulina IV pode não ser mais necessária. O médico então pode recomendar que você retome seu tratamento normal com insulina.

A cetoacidose também pode ser causada por outra doença. Uma infecção ou um problema estomacal grave, que causa vômitos e perda de líquidos. Nesses casos, o médico também pode prescrever tratamentos para a doença subjacente.

Como evitar altos níveis de cetonas no diabetes?

O controle cuidadoso do diabetes é o segredo para prevenir altos níveis de cetona. Por isso, para manter o diabetes controlado e a produção de cetona baixa, faça o seguinte:

Meça sua glicose regularmente

O ideal é verificar regularmente sua glicose. O teste deve ser feito de 4 a 6 vezes por dia. Além disso, você deve testar sua glicose com mais frequência nos seguintes casos:

  • Sua glicose está ficando mais alta.
  • Você tem sintomas de glicose alta (hiperglicemia) ou baixa (hipoglicemia).
  • Casos de doenças.

Dieta para diabéticos

Controlar o consumo de carboidratos e a dosagem de insulina é vital para controlar o diabetes. Procure um nutricionista capacitado para preparar sua dieta .

Crie um plano para controlar os níveis de cetona

Às vezes, níveis moderados de cetonas no diabetes podem ser tratados antes de piorar. O médico pode criar um plano para quando seus níveis de cetona ficarem muito altos. Como tomar mais insulina e beber mais água. Desse modo, tenha um plano para que você saber o que fazer com antecedência.

Sempre tenha kits de teste de cetona disponíveis

Se você tem diabetes, então mantenha os kits de teste de cetonas à mão. Isso é uma maneira rápida de verificar seus níveis de cetona.

LEIA TAMBÉM:

1 comentário em “Cetonas e Diabetes: Tudo que você precisa saber”

  1. Pingback: O que é Diabetes Melitus - Fala Sério Diabetes

Deixe uma resposta

Coloque o código a seguir na página AMP (por exemplo, no footer/rodapé):
%d blogueiros gostam disto: